SCE EPC inicia seu segundo ciclo operacional

Em 2015, o SCE EPC conta com a participação de 24 empresas, que são membros da EPC e também do Programa Brasileiro GHG Protocol 26/03/2015
COMPARTILHE

Por Betania Vilas Boas

O Sistema de Comércio de Emissões da Plataforma Empresas pelo Clima (SCE EPC) iniciou na terça-feira, 17 de março, as atividades operacionais do ciclo 2015. A iniciativa é um exercício de mercado de carbono, tipo cap-and-trade, com base nas emissões reais das empresas, no estudo de mercados regulados ao redor do mundo e na cocriação de regras e parâmetros junto às empresas participantes. Seu 1ª ciclo ocorreu em 2014.

Em 2015, o SCE EPC conta com a participação de 24 empresas, que são membros da EPC e também do Programa Brasileiro GHG Protocol. A partir das emissões de Escopo 1 dessas empresas no ano de 2013, foi definido o capglobal do SCE EPC 2015: 31.831.542 tCO2e (toneladas de CO2 equivalentes). O cap representa o número limite de permissões de emissão que serão inseridas no mercado ao longo do ciclo. No cálculo do cap foi adotado uma meta de redução de 12% sobre as emissões do Escopo 1 das empresas participantes do ano de 2013.

As permissões de emissão entram no mercado através de duas vias: alocação inicial gratuita e leilões. A partir da alocação inicial gratuitaas empresas iniciam as operações com um saldo gratuito de permissões, que é definido com base em um estudo de benchmarkingde indicadores de intensidade carbônica, realizado pela equipe da EPC junto às empresas. Aproximadamente, 51% do cap global foi distribuído para as empresas pela alocação inicial gratuita.

Um primeiro leilão de permissão ocorreu na abertura das atividades operacionais do ciclo 2015. Neste leilão foram ofertadas 4.774.731 (15% do cap global) tCO2e em permissões, e a demanda foi 53% maior do que a oferta (10.257.700 tCO2e). Treze empresas fizeram ofertas de compra, mas apenas cinco tiveram suas ofertas atendidas.

O preço mínimo do leilão, calculado com base no preço da permissão no mercado europeu (EU ETS), foi de Ec$ 22, sendo que o preço de fechamento foi marcado em Ec$ 24,00. EPCents (Ec$) é a moeda fictícia em circulação no SCE EPC.

Paralelamente ao leilão foi inaugurado também o mercado secundário, que fica abertoaté o final do ciclo, em novembro. O mercado secundário é um mercado à vista em que as empresas podem negociar as permissões de emissão adquiridas via alocação inicial gratuita e leilão. Neste mercado também é possível negociar offsets (créditos para compensação de emissão). A partir do dia 23 de março, as empresas também contarão com um mercado futuro de permissão.

As operações do SCE EPC ocorrem em uma plataforma online de negociação gerenciada pela Bolsa de Verde do Rio de Janeiro (BVRio), a BVTrade. Espera-se que no final do ciclo as empresas conciliem, pelo menor custo possível, suas emissões de 2015 com títulos disponíveis no mercado.

Mais Lidos

Nenhum post encontrado.